História da Diana Cruz - Oh não, Segunda!

September 8, 2018

A história de hoje é contada pela minha querida colega Diana Cruz - um óptimo exemplo do que uma segunda feira significa para um guia.

 

"Uma segunda-feira não apocalíptica

 

Segunda-feira é, por norma, um dia que não traz muito entusiasmo a quase todos os mortais.

 

Para mim, como guia, porque trabalho aos fins de semana e feriados, poderia não fazer diferença ser segunda, mas...faz!

 

Segunda é um dia temível quase ao nível do apocalipse, por causa de Sintra. Como os museus fecham praticamente todos à segunda feira em Lisboa, os grupos tendem a marcar a visita de Sintra nesse dia da semana. Conseguem imaginar o caos?

Dezenas de autocarros, centenas ou milhares de pessoas todas naquela pequena grande Vila dentro do mesmo espaço de tempo.

Se o programa do grupo incluir apenas o centro da vila e o Palácio da Vila, o dia pode ser um pouco mais calmo, mas se incluir o Palácio da Pena, tudo muda de figura.

Autocarros, carros, tuk tuks, pessoas a pé serra acima. Subir a serra pode demorar uma hora e visitar o palácio, neste momento, precisa literalmente da manhã inteira. Assim, quando um guia olha para o programa, pensa logo... será que vou ter de ir à a Pena?

 

Mas esta segunda foi abençoada pela diferença!

O meu programa era muito mais especializado: um meio dia a... visitar supermercados!

Sim, Minipreço, Pingo doce e Continente, líderes de mercado.

Ora, em vez de folhear o guia turístico e ouvir atentamente as minhas explicações, o grupo olhava atentamente para as promoções em destaque... e eu também!

 

Esta visita eu não vou esquecer!"

 

Obrigada Diana, que belo twist. Fiquei logo a imaginar o teu grupo muito compenetrado a olhar para os folhetos!

O mundo é realmente feito de mundos!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

A Dica da Rosa - PASSEIO NA “BABUJINHA”

March 24, 2020

Roteiro de Viagens em Casa - Quarentena

March 24, 2020

1/15
Please reload

You Might Also Like: