Ritmos

Há muito tempo que não fazia um walking tour tão calmo, e como soube tão bem!

O casal, perto dos seus 80 anos, pela primeira vez em Lisboa, vindos de LA, queria muito conhecer Lisboa. Queria conhecer a andar, "porque é assim que se sente o ritmo da cidade, das pessoas e se descobrem coisas".

Adorei-os, só nessa frase. Hoje em dia há jovens que para andar 100m praticamente fazem birras, estes senhores nos seus 80 queriam aventurar-se na cidade das 7 colinas!

Conscientes das suas capacidades, pediram para irmos parando ao longo do passeio, para não subirmos escadas que para eles seriam impossíveis, porque queriam conhecer, mas também não queriam tornar o passeio impossível para eles e para mim. Pela segunda vez, adorei-os! Como era bom se todos fossem assim!

E lá fomos, calmamente, encontrando elevadores, partes planas, cafés para descansar, ao ritmo que eles precisavam e gostavam e queriam. E viram Lisboa, viram o que era preciso, viram felizes, sem dramas. Experimentaram os doces, a ginjinha, os cafés.

"Lisboa está na moda, todos os nossos amigos querem vir e nós vamos dizer-lhes que vale muito a pena."

Digam!

You Might Also Like: