A Dica da Rosa - Natal no Verão

September 12, 2020

O Natal tem mais encanto no Verão.

Parece um paradoxo, mas não é.

 

Como é do vosso conhecimento, na Nova Zelândia o Natal é no Verão, mas neste caso concreto, falo-vos sobre um “spot” especial que fica na Madeira, mais precisamente na freguesia do Caniçal - a Praia do Natal!

 

O nome da Ribeira foi o responsável pela designação da praia localizada junto à foz da Ribeira do Natal. Uma praia de calhau miudinho e águas translúcidas que convidam a um mergulho no mar.

Para quem não aprecia, (como é o meu caso, apesar de ser madeirense “de gema”) a entrada na água pelo calhau, o que significa, quase sempre, um hilariante bailado acrobático, perante qualquer observador; há a hipótese de entrar na água através de um pequeno cais. Independentemente da escolha, escadas ou mergulho, o resultado será sempre refrescante.

Atualmente e com a imposição do distanciamento social, esta praia torna-se ainda mais indicada, já que a extensão de calhau faculta tal distanciamento.

As esteiras em madeira e os guarda-sóis com folhas de palmeira são gratuitos, só que para o seu usufruto a chegada não poderá ser muito tardia.


Existem outros pequenos “luxos” neste local, um deles consiste no facto de a água dos duches exteriores ser sempre quentinha devido à exposição solar da canalização.

O bar à entrada oeste da praia “Ritual do Sal” decorado com listras azuis e brancas e música “chill out”, oferece um ambiente marítimo que deixa adivinhar o que nos espera a escassos metros de distância (ao fim de semana, ao entardecer, a seleção musical fica a cargo de DJ profissional).

Outra nota positiva vai para a quantidade e espaçamento dos recipientes para depósito seletivo de lixo e cinzeiros de praia.

Sugiro, também, que reservem cerca de duas horas do vosso dia, para “espreitar” o Museu da Baleia.

Existe um passeio público ao longo da praia que a liga ao museu em cinco minutos de caminhada. O Museu é moderno, grande e muito elucidativo, permite-nos conhecer melhor uma atividade exercida pelos pescadores do Caniçal a partir dos anos 40 até aos anos 80, os cetáceos e toda uma indústria associada à sua caça.
 

Abaixo do Museu também há um pequeno cais com a designação Pedra de Eira. onde a cor da água quase nos hipnotiza para “abicar-se” (regionalismo que significa atirar-se) para as águas cristalinas do Atlântico.

 

Para concluir e em tom humorístico acrescento a expressão popular “Natal é quando um homem quiser” …e o verão convidar.

 

O vosso Verão foi delicioso?

 

Rosa Figueiredo

rasamaya.figueiredo@gmail.com

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Alice in Wanderlust

September 19, 2020

A Teia da Guia - o Livro

September 14, 2020

1/15
Please reload

You Might Also Like: