Um Mundo Melhor - Terramotto

April 29, 2019

“para mudarmos o todo temos de ser conscientes do mundo que estamos a criar, a cada acção, a cada palavra, a cada decisão.” - Sónia Balacó

 

Este pensamento da Sónia ficou vincado na minha mente.

Falamos muito em mudar o Mundo, mas será que começamos essa mudança por nós ou exigimo-la apenas dos outros? O que fazemos então pelo Mundo?

 

Eu acredito que ainda estamos a tempo de cuidar muito bem deste Mundo, por muitos mundos que haja dentro dele. Acredito que podemos caminhar para o respeito, a harmonia e o amor entre todos.

Mas sei que a mudança começa em cada um de nós, não nos outros, mas em nós.

 

Assim decidi convidar pessoas que admiro, com projectos que admiro, que sei que começam a mudança por elas. Deixo-as aqui como inspiração. 

 

A convidada de hoje é a Sandra Dias, consultora de moda e fundadora do Terramotto. Quando descobri este projeto apaixonei-me de imediato. Nunca fui grande fã de moda, mas consigo compreender que seja fácil querer mais uma peça de roupa a cada colecção que é editada, ou até, a cada mês que passa. 

No entanto, sempre escolhi roupa, que apesar de mais cara, tem maior durabilidade. Não vejo o interesse em comprar algo que após 3 lavagens parece que tem 5 anos. Não entendo como não reparamos que quilos e quilos e quilos de roupa são deitados fora anualmente. 

Felizmente a consciência de que "o fora" é dentro do planeta, é cada vez maior. E felizmente a indústria da Moda tem a coragem de abrir os olhos e responder.

O Manifesto do Terramotto diz a certa altura: "No terramotto acreditamos que é possível fazer moda sem agredir o Planeta e os direitos humanos. Queremos apresentar exemplos positivos de pessoas e de iniciativas, e inspirar muitas mais. Fazer moda de qualidade, criativa e inspiradora é muito mais que fazer somente roupa eco-friendly. É saber respeitar e envolver todos os recursos, naturais, humanos e tecnológicos. Garantindo que a sua durabilidade e design cumpram os seus objectivos ao invés de se tornarem um excedente injustificado cujo destino será inevitavelmente os aterros. Defendemos que a qualidade e o respeito devem ser dois dos principais critérios na eleição de todo e qualquer produto. Maior qualidade e menor quantidade é geralmente a escolha mais consciente. Queremos desligar-nos de conceitos vazios como o da moda facilmente descartável, esquecer o status quo e adoptar uma nova filosofia de vida."

Pensem, repensem, observem as vossas escolhas, os vossos gestos diários, pois o estado do mundo é resultado do nosso dia a dia, de todos e cada um de nós.

Obrigada Sandra, por criares um projeto que agita e que acima de tudo dá alternativas, para que não se possa mais dizer "mais eu não sei onde comprar? não sei o que fazer?".

 

Contem-nos tudo sobre o Terramotto.

O terramotto é um site sobre moda e sustentabilidade, onde também há espaço para outros temas como beleza, design, tecnologia verde e ecoturismo. Resumindo, é um site que apresenta um estilo de vida com base na sustentabilidade do planeta Terra. Com o terramotto queremos mostrar que existem bons exemplos de pessoas e de marcas de moda que já despertaram para esta realidade. Pretendemos apresentar pessoas e iniciativas, em formato de entrevista e de editoriais de moda, e inspirar muitas mais. Sabemos que é possível fazer boa moda e ao mesmo tempo ética. Afinal a moda é feita pelas pessoas mas é a Natureza que a torna possível. E é esse lado ético e consciente da moda que o terramotto quer dar a conhecer.

 

O que significa “viver” para vocês?

Viver é sentir, é participar e é fazer.

 

O que tem a Vida de mais belo?

O equilíbrio e a harmonia entre as pessoas e a natureza.

 

Partilhem connosco duas dicas para que possamos sorrir todos os dias?

“Sorri quando a situação não o impõe. Sorri quando estás colérica, quando te sentes triste, quando te sentes maltratada pela vida – e vê o efeito que faz.” É assim que começa o livro ‘Gotham Handbook – New York, mode d’emploi’ de Sophie Calle e Paul Auster. Nas primeiras páginas Paul Auster aconselha Sophie Calle a sorrir, dando-lhe estes e muitos mais motivos para sorrir em NY. - Gosto muito deste livro e não podia deixar de partilhar-lho perante esta pergunta. Sou uma pessoa sorridente e acho que todos os motivos são válidos para sorrir. O sorriso é um facilitador nas nossas vidas, em qualquer parte do mundo.

 

 

Quais consideram ser os 3 maiores problemas do Mundo?

As alterações climáticas, a pobreza e a iliteracia - todos eles criados pelo Homem, o que nos torna o principal agente dos problemas do Mundo e ao mesmo tempo um agente positivo de mudança.

 

Indiquem 3 gestos diários que podem tornar este, um Mundo melhor.

Existem vários mas vou focar-me no nosso comportamento perante a moda. Comprar menos, comprar artigos de melhor qualidade e cuidar melhor desses artigos para aumentar a sua durabilidade. Ao fazermos isso evitamos que se utilizem tantas matérias primas e obrigamos as marcas a produzir menos e melhor. Agindo assim não se afeta a economia e consegue-se contribuir para a sustentabilidade do planeta.

 

Qual é a Causa que mais apela ao vosso coração?

A defesa do planeta Terra.

 

Inspirem-nos: 1 livro, 1 filme, 1 música, 1 site/instagram, 1 profissão

Livro: ‘A Agonia da Terra’ de Hubert Reeves e Frederic Lenoir. É uma conversa entre o filosofo FL e o astrofísico HR sobre o estado do planeta. Onde falam das riquezas e das ameaças da Terra, desde os recursos naturais à fragilidade da espécie humana. Embora seja de 2006 continua atualizado.

Filme: ‘Os Edukadores’, de Hans Weigarther - 2004. É uma coprodução austríaco-alemã sobre 2 jovens anarquistas que se autointitulam ‘os educadores’ e que acreditam que podem mudar o mundo.

Música: Feeling Good de Nina Simone.

Instagram: @gretathunberg esta jovem é uma verdadeira inspiração.

Site: terramotto.com estou completamente rendida ao meu site, adoro faze-lo e adoro sobretudo, ouvir e conhecer tantas e tão diferentes pessoas que farão parte dele.

Profissão: professor(a) porque tem a possibilidade de educar e moldar as gerações futuras.

 

                                                                                       Sandra Dias - fundadora do Terramotto

                                                                                       Editorial e entrevista com Sónia Balacó

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entrevistada para Life & Style

October 15, 2019

Quando viajares pensa nisto:

October 15, 2019

1/15
Please reload

You Might Also Like: