Um Mundo Melhor - Terri Gonzales

January 5, 2019

“para mudarmos o todo temos de ser conscientes do mundo que estamos a criar, a cada acção, a cada palavra, a cada decisão.” - Sónia Balacó

 

Este pensamento da Sónia ficou vincado na minha mente.

Falamos muito em mudar o Mundo, mas será que começamos essa mudança por nós ou exigimo-la apenas dos outros? O que fazemos então pelo Mundo?

 

Eu acredito que ainda estamos a tempo de cuidar muito bem deste Mundo, por muitos mundos que haja dentro dele. Acredito que podemos caminhar para o respeito, a harmonia e o amor entre todos.

Mas sei que a mudança começa em cada um de nós, não nos outros, mas em nós.

 

Assim decidi convidar pessoas que admiro, com projectos que admiro, que sei que começam a mudança por elas. Deixo-as aqui como inspiração. 

 

A convidada de hoje é Terri Gonzales.

 

A Terri é uma cidadã norte americana, que descontente com o panorama político actual no seu país, decidiu arregaçar as mangas e agir.

Pesquisou, informou-se, juntou-se a um movimento em que acredita e todos os dias, durante o período de campanha das últimas eleições, agiu. 

 

A Terri para mim simboliza o que todos nós podemos ser e fazer quando não estamos satisfeitos com algo.

A mudança está verdadeiramente nas nossas mãos, não devemos ficar à espera dos outros para mudar, nós somos força. E juntos temos mesmo muita força.

Já pensaram o que seria das gasolineiras se não abastecessemos os nossos carros durante simplesmente 24 horas?

O que seria das grandes marcas se não comprassemos nas suas lojas?

 

- Quem é a Terri Gonzales?

 

Sou mulher, esposa, mãe (de dois meninos gémeos com 3 anos), advogada de direitos humanos e activista.

Tornei-me advogada para prestar serviço público, para ajudar os que por norma não têm voz. Assim, nunca fui pessoa de ficar sentada e deixar passar injustiças. Desde os tempos de Universidade que participo em protestos, mas recentemente tornei-me ainda mais activa de modo a tentar ser um catalisador de mudança social positiva.

Voluntariei-me para ajudar na campanha de um candidato texano progressista ao Senado, Beto O'Rourke. Envolvi-me o mais possível, o máximo que o meu tempo após trabalho e família me permitia estar. Tornei-me sua embaixadora, recrutando outros embaixadores e falando em campanhas. No fim, Beto não venceu, mas o resultado foi histórico no estado do Texas (registou-se um record de 15,6 milhões de eleitores), o que permitiu abrir o caminho para futuros candidatos. 

 

Gostaria de ressalvar a questão de "ter tempo" para nos envolvermos com algo - qualquer um de nós consegue encontrar tempo para ajudar outros, qualquer um de nós. Como referi, sou advogada e tenho família. Defendo que ninguém está demasiado ocupado, e várias vezes dizia aos voluntários que se só têm 15 minutos para ajudar, esses 15 minutos são preciosos. Sei que a minha carreira me permite ajudar pessoas todos os dias da minha vida, mas todos nós podemos encontrar uma forma de criar uma mudança social positiva dentro das nossas próprias limitações.

 

- O que significa “viver” para ti?

 

A consciência do momento presente. Estar, estar verdadeiramente no momento presente. Não ter nada por garantido.

Amar o outro, amar fortemente.Permitir-se ser vulnerável. Praticar "ahimsa", ou seja, tentar ao máximo não magoar ninguém. 

Partilho convosco estas duas citações, pelas quais gosto muito de me reger:

 

“So live as if you were living already for the second time and as if you had acted the first
time as wrongly as you are about to act now!” 
― Viktor E. Frankl, Man´s Search for Meaning


“Finish each day and be done with it. You have done what you could; some blunders
and absurdities no doubt crept in; forget them as soon as you can. Tomorrow is a new
day; you shall begin it well and serenely and with too high a spirit to be encumbered
with your old nonsense.”
-Ralph Waldo Emerson

 

- O que tem a Vida de mais belo?

 

Ser efémera. É bela porque estamos rodeados de beleza. Se olharmos bem, a beleza está em tudo. É bela com todos os altos e baixos que possa ter, pois como poderiamos apreciar os altos sem os baixos? Há belo até no mundano, porque a verdade é que cada respiração é uma benção, cada momento que vivemos é uma sorte.

 


- Partilha connosco duas dicas para que possamos sorrir todos os dias?

 

Saber estar grato. Todos os dias façam uma lista com 5 coisas pelas quais estão gratos.

Abraçar - uma pessoa ou um animal, mas abraçar.

 

- Quais são para ti os 3 maiores problemas do Mundo?

 

Que pergunta difícil.

Mas diria o ódio e intolerância - creio que tudo que está errado neste mundo, em algum momento vem do sentimento de ódio ou intolerância. Devemos amar as pessoas e tratar todos com respeito e dignidade, mesmo quando o seu comportamento não o faz merecer esse respeito. Devemos olhar para o outro como ele realmente é. Imaginem tudo que se perderia se não dessemos hipóteses uns aos outros!

 

Guerra.

 

Pobreza e fome.

 

- Indica 3 gestos diários que podem tornar este um Mundo melhor.

 

Tornar a pessoa invisível visível - todos os dias tentem encontrar alguém a quem prestar homenagem, ou seja, cumprimentar, sorrir, falar, agradecer ao homem do lixo, à senhora nos serviços públicos, ao motorista do autocarro que apanhas todos os dias. Todos os dias lidamos com dezenas de pessoas, mas quantas vezes nem olhamos verdadeiramente para elas? Nunca se sabe quando podemos ser alguém que ajudou a mudar a vida de alguém.

 

Pensar de forma crítica - não devemos aceitar tudo que nos dizem sem sequer reflectir. Pensar, analizar é fulcral. 

 

Ser consciente - sair da nossa zona de conforto, colocarmo-nos no lugar no outro e pensar como será viver a vida daquela pessoa. Façam este exercício constantemente.

 

- Qual é a Causa que mais apela ao teu coração?

 

A causa dos direitos humanos.

Neste momento a causa que mais apela ao coração é a situação das crianças separadas dos familiares nos campos ao longo da fronteira entre o México e os EUA. Há cerca de 15 mil crianças detidas nesses campos. Recentemente uma menina de 7 anos morreu num desses campos e isso deve ser noticiado e falado, o seu nome é Jakelin Caal Maqin. Uma crianças que saiu da Guatemala para morrer desidratada em solo norte americano. 

 

- Inspira-nos: 1 livro, 1 filme, 1 música, 1 site/instagram, 1 profissão

 

Em vez de um livro, foi recomendar um poema - Rise de Maya Angelou

Música - Mississippi Goddam by Nina Simone
Filme - Milk
Website - TEDTalks
Profissão - vou parecer suspeita, mas advocacia - considero que é uma profissão com muito poder e que esse poder deve ser usado para o bem.

 

 

Obrigada Terri, és uma verdadeira inspiração.

 

 

 

 

Segue a versão original.

 

1. Who is Terri Gonzales?

I am not only a civil rights attorney and activist, but also a wife and
mother (to twin three year-old boys!). I became an attorney because I am, and always have
been throughout my career, committed to public service. Accordingly, I have never been one to
sit still and watch injustice. I’ve participated in protests since I was in college, but more recently,
I’ve become even more involved in trying to be a catalyst for positive social change. I
volunteered for a progressive Senate candidate in Texas, Beto O’Rourke. I became as heavily
involved in his campaign as time, i.e., my career and family would permit, serving as an
Ambassador, recruiting other volunteers, and volunteering myself by canvassing and other
activities. He did not win, but paved the way for others. Arguably, Texas is, at least for now,
purple, and will be a battleground state in the 2020 election cycle. Texas set a new voter
registration record of 15.6 million as of the midterms. This is unprecedented and I know Beto is
largely to thank.
Please note the phrase “as time would permit.” Anyone can make time to help others-anyone.
As stated above, I have a high-stakes career and also a family. No one is too busy; as I told other
volunteers, even if you can only take 15 minutes a week to help others, take those 15 minutes!
Not everyone is as fortunate as I am, to have a career wherein I am able to serve others every
day, but anyone can find a way to seek to make a positive change with whatever limited
resources they have.


2. What does “to live” mean to you?

Present moment awareness. To be, I mean really be, in the
present; relish it. To take nothing for granted! To love people and love hard! To be vulnerable.
To practice ahimsa, i.e., try to never do anyone any harm. I also have a couple of quotes I live
by:
“So live as if you were living already for the second time and as if you had acted the first
time as wrongly as you are about to act now!” 
― Viktor E. Frankl, Man's Search for Meaning
“Finish each day and be done with it. You have done what you could; some blunders
and absurdities no doubt crept in; forget them as soon as you can. Tomorrow is a new
day; you shall begin it well and serenely and with too high a spirit to be encumbered
with your old nonsense.”
-Ralph Waldo Emerson

 

3. Why is life beautiful?

Life is beautiful because it is fleeting. It is beautiful because we are
surrounded by beauty everywhere; it is there if you just look for it. It is beautiful with all of its
highs and lows, because how could you appreciate the highs without the lows? It is beautiful
even when it is mundane, because we are fortunate to have each and every moment, and each
and every breath we take.


4. Two things to do to smile every day:
a. Practice gratitude; every single day think of and list five things for which you are grateful.

b. Hug someone, whether it be a human or your pet!


5. What are the three biggest problems in the world? (Gosh, this is a hard one!)

a. Hate and intolerance: I think on some level, everything that is wrong with the world flows
from this. We must love our fellow human beings, and treat everyone with dignity and
respect, frankly even if their behavior makes it such that they do not deserve it. We must
appreciate and recognize our differences. Color-blindness does not work; we must see, I
mean really see, each other for who we are. Just think of what you would miss out on if you
did not give everyone a chance.
b. War
c. Poverty, famine
These last two are so obvious that they speak for themselves.


6. Three actions we could take every day to make this a better world:
a. Make the invisible people visible: every single day, find someone to honor, whether it is the
trash collector, someone you encounter on public transportation, someone in customer service.
We all encounter so many people every day, and so many of them are invisible to us. Make the
invisible visible; you never know when you could be the person to change someone else’s life.
b. Think critically: do not swallow everything you are told. Think, really analyze things. Do not
just accept-question everything!
c. Be conscious, i.e., “woke.” Go outside your own parochial world. Examine others’
experiences. Put yourself in someone else’s shoes and really think about what it is like to live in
them. Practice this constantly!


7. Which cause touches my heart:

The causes that touch my heart always involve human/civil rights.
Right now, the cause that not only touches, but also breaks, my heart, is the crisis of the children in
internment camps along the Mexican border of the U.S.. Over 15,000 children are currently being
detained and it kills me. A seven year-old girl just died in custody; we must all say her name- Jakelin
Caal Maquin. She fled an impoverished Guatemalan village only to die here on U.S. soil of dehydration.
This is a case where we should take whatever action we can to fight such atrocities, no matter how
small; donate money if you cannot donate time. Americans should lobby their respective members of
Congress to shut these camps down and care for these children as human beings. The rest of the world
should also resist in whatever way they can.


8. One book; one piece of music; one film; one website; one profession
1. I’m going to recommend a poem, not a book, if that is OK:
Rise by Maya Angelou

2. Music: Mississippi Goddam by Nina Simone
3. Film: Milk
4. Website: TEDTalks
5. Perhaps I’m biased, but, the legal profession. It is a powerful one, and you can truly use your
power for good, if you are so committed and inclined.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entrevistada para Life & Style

October 15, 2019

Quando viajares pensa nisto:

October 15, 2019

1/15
Please reload

You Might Also Like: