Um Mundo Melhor - Noocity

November 24, 2018

“para mudarmos o todo temos de ser conscientes do mundo que estamos a criar, a cada acção, a cada palavra, a cada decisão.” - Sónia Balacó

 

Este pensamento da Sónia ficou vincado na minha mente.

Falamos muito em mudar o Mundo, mas será que começamos essa mudança por nós ou exigimo-la apenas dos outros? O que fazemos então pelo Mundo?

 

Eu acredito que ainda estamos a tempo de cuidar muito bem deste Mundo, por muitos mundos que haja dentro dele. Acredito que podemos caminhar para o respeito, a harmonia e o amor entre todos.

Mas sei que a mudança começa em cada um de nós, não nos outros, mas em nós.

 

Assim decidi convidar pessoas que admiro, com projectos que admiro, que sei que começam a mudança por elas. Deixo-as aqui como inspiração. 

 

Os convidados de hoje são a Noocity Ecologia Urbana. Vamos mudar a arquitectura das nossas cidades? Vamos plantar na cidade? Vamos simplificar e reconectar com a Natureza?

 

  • Quem é a/o….

A Noocity Ecologia Urbana é uma start-up portuguesa, sediada no Porto (Portugal), focada no desenvolvimento de produtos e serviços inteligentes para a prática da Agricultura Urbana doméstica. Queremos capacitar os habitantes das cidades para cultivar mais e melhores alimentos em qualquer lugar, de uma forma prática, eficiente e ecológica.

 

  • O que significa “viver” para ti?

Podemos dizer que “viver” para nós tem muitas semelhanças com cultivar. Tem muito de experimentar! Tem muito de tentativa e erro, de perceber que não temos tudo sobre controle e que o melhor que fazemos é observar e aprender com os erros. Depois a “vida”, como a Natureza, dão-nos um novo ciclo e uma nova oportunidade para tentarmos outra vez e, quem sabe, colher melhores culturas!

 

 

  • O que tem a Vida de mais belo?

Não podemos ter outra resposta que não a Natureza! Quando observamos a diversidade, a precisão, o equilíbrio, a beleza e o detalhe do meio natural é impossível não lhe darmos um lugar de destaque na nossa vida. Lugar esse que deveria necessariamente passar por: observar, respeitar e preservar!

 

 

  • Partilha connosco duas dicas para que possamos sorrir todos os dias?

Somos suspeitos para falar, mas cultivar é uma atividade transformadora que não podemos deixar de recomendar! Trabalhar a terra, semear e ver crescer uma planta, colher e partilhar uma deliciosa refeição com a família e amigos. É algo muito simples mas que nos enche de tranquilidade, realização e saúde. Temos a sorte de trabalhar com aquilo que realmente gostamos e isso faz-nos sorrir todos os dias.

 

 

  • Quais são para ti os 3 maiores problemas do Mundo?

Uma sociedade focada no Homem trouxe-nos muitas mais valias, desenvolvimento tecnológico, longevidade, higiene, etc. Mas, ao longo da história, olhamos quase sempre para o no nosso umbigo e desconectamo-nos aos poucos do nosso meio. Uma visão holística do planeta, da humanidade que dependente e está integrada num meio ambiente que é completo e equilibrado. Para progredirmos nas sociedades atuais, temos que preservar aquilo que nos mantem vivos.

Para nós, os três maiores problemas das, chamadas, sociedades desenvolvidas são a falta de consciência dos processos naturais, o pouco respeito pelo habitat natural e a consequente pouca preocupação em preserva-lo.

 

 

  • Indica 3 gestos diários que podem tornar este um Mundo melhor.

É essencial memorizar este mantra: reduzir, reutilizar e reciclar.
Repeti-lo na nossa cabeça vezes sem conta até que ele comece a influenciar os nossos comportamentos. Por exemplo, reduzir o consumo de produtos descartáveis ou de embalagens. Reutilizar objetos ou vestuário, trocando entre família ou amigos. Por fim, fazer a compostagem dos resíduos orgânicos e utilizar o composto para fertilizar a horta, por exemplo.

 

 

  • Qual é a Causa que mais apela ao teu coração?

Todos nós tivemos a sorte de poder, em algum momento da nossa vida, relacionar-nos com o campo e a atividade agrícola. Seja por meio dos avós, dos pais ou pondo as própria mãos na massa, todos vimos e experimentamos de onde vieram as couves do Natal, as castanhas do Outono, ou as frutas de Verão. Ora hoje em dia, nas grandes cidades, a relação com o campo e com os processos naturais ou a sazonalidade dos alimentos perdeu-se totalmente. Quando chegamos a uma escola e nos respondem que as alfaces, o leite e o azeite vêm do supermercado percebemos que há muito trabalho a fazer para criar uma sociedade consciente, necessariamente mais exigente com o que consome e, quem sabe até, autossuficiente.

 

 

- Inspira-nos: 1 livro, 1 filme, 1 música, 1 site/instagram, 1 profissão

 

Começamos pelo filme! O documentário Demain (Amanhã) de Cyril Dion e Mélanie Laurent é um bom ponto de partida para entendermos o problema que o nosso planeta enfrenta e conhecer quem já começou a agir.
A música é uma consequência da sugestão anterior, já que faz parte da banda sonora do filme, “Pull up Your Sleeves” de Fredrika Stahl.

A profissão? A que consideramos incontornável para o futuro das nossas cidades: Agricultor Urbano.
Convidamos todos a acompanhar o nosso Instagram, onde vamos partilhando algumas dicas e motivações para quem quer começar a cultivar na cidade!
Por fim, o livro que adoramos é o SowHow, a modern guide to grow-your-own veg. Um guia prático que ajudar qualquer um que esteja a dar os primeiros passos na Agricultura.

 

 

 Obrigada, vou levar comigo o vosso "mantra".

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entrevistada para Life & Style

October 15, 2019

Quando viajares pensa nisto:

October 15, 2019

1/15
Please reload

You Might Also Like: