Ninguém sai?

July 20, 2017

Mais um dia de trabalho que começara às 08h00! 

O programa começou com um tour de dia inteiro por Sintra e Cascais, continuou com o jantar de grupo após o qual o grupo poderia decidir se queria regressar directamente para o hotel ou fazer uma paragem no Bairro Alto.

Sexta-feira à noite. Noite quente. Verão. Portugueses e estrangeiros de férias.

 

Após o jantar num restaurante junto ao rio, eu e a Claudia cumprimos o programa e perguntamos ao grupo se gostaria então de continuar a diversão pela noite fora e fazermos o desvio até ao bairro, ou estar dali a 10 minutos no hotel. Entusiasticamente responderam que queriam parar no Bairro primeiro.

Sorrimos, óbvio! Apesar de estarmos tão cansadas e só pensarmos nas nossas caminhas!

 

Lá fomos, trânsito, trânsito e mais trânsito, manobras dificílimas para o motorista, a noite cada vez mais longa, mas... eis chegamos!

Paramos, explicamos onde são os bares, como é a "movida" no bairro e onde encontram táxis. Abrimos as portas, saímos... e... ninguém sai do autocarro.

Olhei para o motorista, perguntei se ninguém se estava a levantar e ele... "não".

Volto a entrar e a explicar que era a paragem para o Bairro Alto, tal como tinham pedido. Surpreendentemente a reacção deles foi silêncio, total. Como se eu não tivesse falado sequer! Repeti perguntando se tinham mudado de ideias. O silêncio continuava a imperar!

Nem queria acreditar que não conseguiam admitir que tinham perdido a vontade!

 

Fui ter com a Claudia, e no autocarro dela estava a acontecer exactamente o mesmo. Ficamos incrédulas.

 

Entramos nos autocarros, olhei para o motorista, entendemo-nos sem falar e seguimos para o hotel.

 

Há momentos muito difíceis de aceitar! 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Alice in Wanderlust

September 19, 2020

A Teia da Guia - o Livro

September 14, 2020

1/15
Please reload

You Might Also Like: