O 13 de Maio de 2017

May 14, 2017

Quando era miúda via com a minha família o Festival da Canção. Adoravamos, eu, a minha irmã e muitas vezes a minha prima vivíamos aquele programa com imensa emoção. Cantavamos, dançavamos, contavamos os pontos. Era o Festival e os Jogos sem Fronteiras!

Depois deixei de ver - o mesmo esquema, as músicas a ficarem pior, a invasão do inglês, mudança de regras, perdi o interesse e curiosamente achei que a Europa também já não via interesse naquela competição.

Há uns 3 anos percebi que não, que ainda havia uma legião de fãs, confesso que me senti mesmo muito surpreendida. E ontem foi tão engraçado receber mensagens de amigos de fora e de turistas que fizeram parte de grupos meus que diziam "parabéns", "eu votei em vocês"! Não queria acreditar!

 

Este ano para mim o Festival iria ser apenas mais um festival. Não ouvi nada de nada, quando o Salvador foi escolhido para representar Portugal não prestei atenção, percebi apenas que havia uma polémica muito forte, mas por me parecer que mais do que razoabilidade na discussão, o que havia era aquela vontade virtual de poder falar muito mal sem filtros, não cliquei em uma única notícia ou comentário.

 

No entanto o Salvador não parava de aparecer. Decidi assim ouvir a música, gostei e fiquei surpresa com a escolha, pensei: não vai ganhar, não é o que aquele Festival tem vindo a defender.

 

Ainda bem que errei.

 

Ainda bem que subitamente as pessoas sentiram essa vontade de ouvir Música. E foi então que nestes últimos dias decidi ouvir o Salvador e fiquei feliz de ser uma Pessoa que tem vontade de cantar, tocar e principalmente de dizer "coisas" ao Mundo. 

 

Quem ganhou ontem foi a música, porque os dois irmãos relembraram que o ruído desta sociedade é ENORME. Nós somos muito mais silêncio e calma que todo o frenesim que nos querem impingir para consumir.

E quem ganhou ontem foi alguém que disse: "a organização proibiu-me de voltar a usar a sweat shirt que diz SOS Refugees, porque não permite declarações políticas ou comerciais, mas... se eu trouxer uma camisola da adidas não estarei a fazer uma declaração comercial? De qualquer modo a minha declaração era HUMANITÁRIA, não política.".

 

Não sei quanto tempo duram estas mensagens na mente das pessoas, mas quem sabe a semente germina.

 

O 13 de Maio de 2017 vai ser recordado: o Papa celebrou Fátima, o Benfica foi tetra campeão e Portugal ganha pela primeira vez a Eurovisão! 

Não pode passar a ser feriado? ;)

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Alice in Wanderlust

September 19, 2020

A Teia da Guia - o Livro

September 14, 2020

1/15
Please reload

You Might Also Like: