Palavras #5

May 3, 2017

 

"Enquanto a noite arrastava a cauda negra, dei a beber à minha amada vinho sombrio como pó de almíscar. E estreitei-a contra mim como um guerreiro estreita a espada, e semelhantes a talins as suas tranças pendiam dos meus ombros.
E, quando levemente adormeceu, afastei-a de mim.
Afastei-a do meu peito, para que não adormecesse sobre uma almofada palpitante."  
 Herberto Helder

 

Forografia: Chtcheglov

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Workshop: Vinho Português - uma Visita Guiada

May 31, 2020

O Fugas do Público sugere os meus passeios

May 26, 2020

1/15
Please reload

You Might Also Like: