Cartas Portuguesas

"As Cartas Portuguesas" são um romance epistolar do século XVII.

Cinco cartas de amor escritas por uma freira portuguesa, Mariana Alcoforado, a um oficial francês, Noel Bouton de Chamilly. Editadas em 1669, tornaram-se um símbolo da literatura universal. Carregadas de paixão, emoção, de ansiedade profunda por um amor não correspondido, vieram a ser ainda mais apetecíveis por surgir a dúvida da sua autoria: teria sido mesmo a freira Mariana a escrevê-las ou seriam elas obra de Gabriel de Guilleragues (um diplomata e jornalista francês)?

A dúvida surgira porque na época achava-se que a escrita era "boa demais" para ser feita por uma mulher!

Mariana Alcoforado existiu mesmo, deu entrada num convento em Beja por imposição familiar, apaixonara-se por um oficial francês que tinha lutado em solo português durante a Guerra da Restauração e ansiava com o dia em que sairia do convento. Mas tal nunca sucedeu. Chegou a abadessa e faleceu com 83 anos.

O livro foi lançado em francês, mas devido à sintaxe há quem defenda que as cartas tenham sido escritas em português e, depois passadas para francês.

A edição que partilho convosco é da Assírio e Alvim, bilingue e com tradução de Eugénio de Andrade.

Boa leitura!

You Might Also Like: