Kasutera (castella) - Pão de ló

March 1, 2017

Quando os portugueses chegaram ao Japão a meio do séc XVI, levaram com eles a religião, objectos e hábitos alimentares.

Hábitos que ainda hoje perduram e que se misturaram com a gastronomia japonesa, como por exemplo a tempura, o pão, os fios de ovos, a castella...

A castella, que nós conhecemos como o pão de ló, era considerado um produto de luxo, pois o acúçar era muito caro, na altura, no Japão.

Em 1571 foi fundada a cidade de Nagasaki para servir de ponto comercial com os ocidentais. Devido à forte presença portuguesa, apareceram aí inúmeras casas onde se fabricava a Castella. Algumas dessas casas encontram-se ainda abertas, sendo consideradas dos melhores locais para degustá-la.

A origem do nome - Kasutera, que pronunciamos castella -  é uma incógnita e existem várias teorias para tal, sendo a mais famosa a de que o nome vem do facto do bolo ser preparado com claras em castelo.

Ao longo do tempo a Castella foi sendo alterada e adaptada ao gosto japonês, tanto no paladar como na apresentação (por exemplo, hoje é vendida em caixas rectangulares), mas nunca esqueceram que a origem é portuguesa.

Nos casamentos há a tradição de se oferecer Castella.

 

A Castella são os quadradinhos do lado direito, aqui provamos a tradicional, mas têm também a opção de chá verde e chocolate. À esquerda estão os brioches recheados com manteiga e com feijão azuki.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Alice in Wanderlust

September 19, 2020

A Teia da Guia - o Livro

September 14, 2020

1/15
Please reload

You Might Also Like: