Da Ucrânia com Amor

March 1, 2017

Em 2012 estive a trabalhar para a Castrol durante todo o Campeonato Europeu de Futebol.
Foi um mês e meio, muito trabalhoso, mas cheio de descobertas.
Além de ser um país muito diferente do que os media e o mundo querem que vejamos, as pessoas são simplesmente bonitas. Bonitas por dentro.
Ao primeiro contacto parecem-nos sérias, frias, distantes, mas após um tempo de convívio, revelam-se honestas, sinceras, trabalhadoras, curiosas, prestativas, responsáveis. É toda a história do país que as torna à primeira vista duras e desconfiadas. Quem não seria, se tivesse passado pelo que eles passaram?
O mais maravilhoso é ver como a nova geração tem tanta sede de viver e de viver liberdade!

O tempo todo do europeu fiquei na Ucrânia, em Lviv e Kiev. A minha função nestes campeonatos é organização, não Guia, mas Coordenadora de todo o programa preparado para o grupo. Assim sendo, trabalho com o todo o staff local. Por ser necessário trabalhar com pessoas que falam línguas estrangeiras, a grande maioria do staff era constituído por jovens, muitos deles a trabalhar pela primeira vez neste tipo de eventos.
Dei por mim a passar conhecimento. Muito. E acima de tudo, a notar que tenho tanto prazer nisso. Ensinar-lhes truques, dar sugestões, passar-lhes experiências, vê-los crescer ao longo de um pequeno mês!
Partilhar e ajudar, dar ferramentas para que as pessoas possam crescer profissionalmente, e quem sabe pessoalmente, é maravilhoso! E essencial neste mundo do Turismo. Para quê guardar tudo para nós, se um evento só terá sucesso se o todo funcionar em uníssono?

No fim, um grupo dessas pessoas, que se tornaram amigas para um vida, ofereceu-me com todo o amor esta caixinha de artesanato local!

Guardo-a com todo o carinho do mundo!

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entrevistada para Life & Style

October 15, 2019

Quando viajares pensa nisto:

October 15, 2019

1/15
Please reload

You Might Also Like: