Horários

February 28, 2017

Frequentemente perguntam-me como é afinal o meu horário.
Um Guia-Intérprete não tem horários. Trabalha a qualquer dia da semana, a qualquer hora. Por vezes em época baixa podemos ficar um mês ou dois em casa. E depois na época alta trabalhar dois de seguida, mas todos os dias, todos, sem intervalos, sem feriados ou fins de semana.
Tanto podemos começar pela manhã e terminar na hora do almoço, como terminar às duas da madrugada. Ou fazer um único transfer às cinco da madrugada! Não existe um horário fixo, porque tudo depende do programa do grupo.
Mas existe a seguinte "regulamentação":
Meio-dia: 4 horas 
Dia-inteiro: 8 horas 
Nocturna: 4 horas 
Transfer: 2 horas

Isto é o base, porque depois há serviços que são cobrados com mais horas ou com valores diferentes, dependendo da natureza do mesmo: circuitos, desk de hotel, assistência no aeroporto, panorâmica...

Uma nocturna consiste em acompanhar um grupo durante o jantar, o que pode incluir ou não uma visita panorâmica da cidade.
Um transfer refere-se a dar apoio, assistência, a um grupo que se desloca de um ponto ao outro. Normalmente com explicações de natureza prática e não cultural. Ex: acompanhar um grupo do aeroporto ao hotel, ou do hotel a um centro de congressos.

Mas também este horário raramente se cumpre: normalmente o transfer dura um pouco menos, mas todos os outros serviços acabam por durar um pouco mais. Certamente dependendo de quanto mais, podemos ter as horas extras. Mas um Guia-Intérprete sabe que a visita que começa às 09h nunca termina às 13h em ponto. Se queremos combinar algo pessoal a seguir, temos que pelo menos pensar que meia hora mais fará ainda parte desse dia de trabalho. Há sempre atrasos ao longo do tour e no fim há sempre alguém que quer falar um pouco mais.

E todas esses serviços acontecem às horas mais díspares possíveis. Já tive transfers às 04h00 e só e apenas só isso num dia. Como já comecei às 08h00 para um dia inteiro seguido de nocturna, sem parar. Como já fiquei no aeroporto das 06h00 às 01h00, como já tive nocturnas que começam às 17h00 ou às 21h00. Tudo depende do programa desenhado.

Combinar coisas? É um quebra-cabeças que depois se torna rotineiro. E cada Guia-Intérprete arranja a sua estratégia para o fazer e os amigos e família com o tempo também aprendem a reagir e a saber o que esperar de nós!

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entrevistada para Life & Style

October 15, 2019

Quando viajares pensa nisto:

October 15, 2019

1/15
Please reload

You Might Also Like: