A garrafa de água... ou a mão... ou

February 27, 2017

O guia está sempre associado à ideia de que leva algo na mão que possa ser visível a 20 mil quilómetros de distância para que o seu grupo nunca o deixe de ver.

Eu... raramente ando com essa "marca". Mas em dias como o de ontem nos Jerónimos... Bem que precisava de letras néon a dizer Grupo da Cátia! Nunca vi tanta gente e sobretudo à tarde!!!

A opção de não andar com nada é para obrigar o meu grupo a seguir-me. Porque das poucas vezes em que tinha tal sinaléctica, foi das vezes que houve sempre alguém que deixou de me ver! Porquê? Porque acham que vão sempre encontrar-me e então afastam-se para mais uma foto, para mais uma risada e depois.. ops!
Quando não levo nada, sendo pequenina como sou, são obrigados a olhar para baixo e a não me querer perder! eheheh Funciona!

Mas ontem... números de barcos (e cá andam os guias a jogar squash, números que se repetem porque há vários barcos!), garrafas de água, flores, bandeiras, borboletas, bastões, fitas, chapéus, ... e mãos no ar.

A minha era mais uma.

E eles lá iam atrás :) A querer pôr a mão no ar também, a abanar o boné amarelo porque vão ao lado do guia a identificar o grupo (que orgulho!) ou a dizer "pegamos-te ao colo" eheheheheh.

Fá-los rir e lá vamos nós no meio da multidão!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Alice in Wanderlust

September 19, 2020

A Teia da Guia - o Livro

September 14, 2020

1/15
Please reload

You Might Also Like: